10 ditados populares que você provavelmente fala errado

Muita gente acaba se equivocando na hora de dizer alguns ditados populares.

Mania entre os brasileiros, os ditos ou ditados populares, geralmente são expressados de forma errada.

Um tanto quanto mal compreendido por aqueles que os escutam e assim repassados de forma errada por aqueles que os utilizam, criou-se uma espécie de modificação nas frases prontas, usadas constantemente de forma equivocada por aqueles que as utilizam.

Passadas de geração para geração, esclarecemos abaixo o que de fato cada dito popular significa, bem como a maneira correta de dize-los.

1- “Cor de burro quando foge”

A expressão é habitualmente usada para se referir a uma cor estranha ou indefinida, porém sua forma correta é: “Corro de burro quando foge”, no sentido de se esquivar do animal, que pode ser bastante agressivo durante uma suposta fuga.

2- “Cuspido e escarrado”

A jeito certo é “Esculpido em Carrara”. Carrara nada mais é do que uma cidade italiana bastante conhecida por conta de seus mármores utilizados para a fabricação de esculturas. Sendo assim, a expressão está ligada à qualidade de algo e não ao sentido de igualdade, como muitos brasileiros acreditam.

3- “Quem não tem cão, caça com gato”

A expressão correta é “Quem não tem cão, caça como gato”, dando a alusão de ir à caça sozinho. Agir individualmente.

4- “Batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão”

A forma correta é “Batatinha quando nasce, espalha rama pelo chão”, ou seja, cria-se um rastro por onde passa.

5- “São ossos do ofício”

A forma correta da expressão é “São ócios do ofício”. O dito utilizado para ressaltar o lado positivo de determinada atividade, na verdade ao ser falado de forma equivocada, passa uma impressão ruim.

6- “Quem tem boca vai à Roma”

O dito utilizado pelos brasileiros para se referir ao modo de “se virar” em determinadas situações, na verdade foi criado para mostrar a indignação dos italianos com a forma como a cidade de Roma estava sendo governada. A expressão correta é: “Quem tem boca vaia (verbo vaiar) Roma”.

7- “Hoje é domingo, pé de cachimbo”

A forma correta é “Hoje é domingo, pede cachimbo”, se referindo ao melhor dia da semana para se tragar.

8- “Parece que tem bicho carpinteiro”

Utilizado de forma errada, dando uma espécie de nome a um suposto bicho que causa inquietação, o dito correto é: “Parece que tem bicho no corpo inteiro”.

9- “Enfiou o pé na jaca”

O termo usado para fazer menção a alguém que exagerou no consumo de bebida alcoólica, na verdade foi criada para se referir à jacá, que é uma bacia onde os comerciantes expunham seus produtos nas feiras e eram tidas como verdadeiros obstáculos pelos pedestres; sendo assim, a expressão correta é “Enfiou o pé no jacá”.

10- “Cada qual com seu cada qual”

A forma correta do dito popular é: “Cada um com seu cada qual”, afirmando que cada pessoa tem sua vida, preocupações e conquistas.

Escrito por Paulo Da Silva

Adoro escrever sobre curiosidades e notícias diversas. Curioso por natureza, amante de internet e tecnologia. Contato: [email protected]