Bronquiolite: a doença número um em casos de internação clínica de crianças menores de 2 anos

Doença comum entre bebês e crianças menores de 2 anos de idade e é a número um em casos de internação de crianças no mundo.

A bronquiolite é uma inflamação nos bronquíolos, que são as partes finais dos brônquios; essa doença é comum em crianças menores de dois anos de idade, sendo a causa número um em internações de crianças no mundo. Apesar de ser uma doença comum, seus quadros mais graves podem levar a óbito.

O que leva à bronquiolite: a bronquiolite é causada mais comumente por um vírus conhecido como vírus sincicial respiratório, sendo ele o responsável por 80% dos casos. Porém, há vários outros tipos de vírus causadores dessa doença, mas sua detecção é por feita sempre por meio de avaliação clinica.

Quais são os sintomas: a bronquiolite se manifesta principalmente pelas vias respiratórias, causando quadros como: nariz escorrendo,tosse, dificuldade respiratória, chiado no peito, em casos mais graves recusa de alimento e água, apatia extrema; podendo ou não causar febre.

Imagem relacionada

A doença pode ser de forma mais leve como uma simples tosse e nariz escorrendo; a quadros mais graves como dificuldade para respiração havendo assim a necessidade de internação. Entre as 5% das crianças que chegam a internação, 2% delas acabam vindo a óbito.

Os fatores de risco para ter a forma grave da bronquiolite: os principais fatores de risco para a evolução da forma mais grave da doença são: tabagismo passivo, prematuridade, baixa idade, ausência de aleitamento materno, cardiopatia congênita e doença pulmonar crônica.
Como é feito o diagnóstico: o diagnóstico é feito por meio de avaliação clínica e histórico clínico da criança, sendo necessário apenas em casos mais graves exames de imagem como o Raio-X. Uma vez detectado o vírus se inicia o tratamento imediato da doença e avaliação de necessidade de internação clínica.

Como é feito o tratamento: o tratamento da doença em casos mais leves da doença é feito em casa, com administração de vitaminas, anti-inflamatórios e hidratação das vias respiratórias por meio de nebulização com soro fisiológico. A doença geralmente se cura sozinha sendo necessário tratar somente os sintomas.

Resultado de imagem para bronquiolite

Já em casos mais graves da doença é necessário internação para um acompanhamento médico mais dedicado e administração de medicamentos pela equipe médica, além da administração de soro para hidratação. Em casos mais graves é necessário a utilização de sonda para alimentação.

Sintomas que merecem muita atenção: aumento da frequência respiratória, dificuldade para respirar, abatimento excessivo da criança e recusa para ingestão de alimentos e água. Em caso esses que apresentem esses sintomas recomenda-se a procura imediata ao médico para diagnóstico e tratamento adequado.

A doença ocorre em maioria dos casos em bebês e crianças menores de 2 anos, a maioria dos casos em meninos, e principalmente nos meses de inverno; onde há a mudança de temperatura que facilita a instalação da doença. Recomenda-se assim que percebido os sintomas procurar ajuda médica.

Escrito por Paulo Da Silva

Adoro escrever sobre curiosidades e notícias diversas. Curioso por natureza, amante de internet e tecnologia. Contato: [email protected]