Capitão de 100 anos que arrecadou milhões para sistema britânico de saúde morre vítima de Covid-19

Sir Tom Moore realizou uma campanha para levantar fundos para o NHS

O capitão veterano da Segunda Guerra Mundial de 100 anos, Sir Tom Moore, se tornou o protagonista de uma campanha que foi feita para conseguir arrecadar dinheiro logo no início da pandemia da Covid-19 no mundo, que seria destinado parao NHS, o sistema público de saúde do Reino Unido. Agora, ele acabou se tornando mais uma vítima fatal da doença, nesta terça-feira (2).

No último domingo (31) o capitão foi internando. A informação a respeito de sua morte foi confirmada pelos familiares de Moore. No comunicado, as filhas do capitão destacaram que com muita tristeza informavam a respeito da morte do mesmo.

No mês de abril, quando esteve isolado em sua casa ao norte de Londres, o capitão britânico havia gravado um vídeo em que aparecia falando que daria 100 voltas em seu próprio quintal, usando seus andadores, caso as pessoas doassem dinheiro para a campanha do NHS, para ajudar durante o período da pandemia com a crise que o mundo enfrentou diante da doença.

Com isso, Moore tentou arrecadar mil libras, mas acabou conseguindo 30 milhões de libras, que em conversão direta era cerca de R$224 milhões de acordo com a cotação atual. Diante da atitude, o capitão acabou sendo condecorado como sendo cavalheiro, pela rainha Elizabeth II.

Diante da perda, o Palácio de Buckingham lamentou a morte de Moore, através de um comunicado. Na declaração o capitão foi reconhecido como sendo uma inspiração para toda a nação e outras pessoas no mundo todo pela sua atitude. Na nota, foi destacado que a rainha enviará agora uma mensagem privada com suas condolências à família de Moore.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.