Depois que marido clamou o nome de “Jesus” no hospital, esposa volta a vida.

"Morte e vida estão no poder da língua." Provérbios 18:21

Uma mulher nos estados unidos foi declarada pelos médicos como morta após sofrer um ataque cardíaco de repente. Porém seu marido não quis aceitar isso pois tinha fé que o caso iria mudar.

No dia do ocorrido, Gina Michelles começou a passar mal e sentir dores no peito ainda de madrugada, o marido da mulher a levou rapidamente para o hospital.

A equipe médica deu choque no coração da mulher 2 vezes para tentar a reanimação, mas não conseguirão a reanimação a situação parecia não ter mais esperança.

“É difícil assistir”, Aron afirmou em uma entrevista com lágrimas nos olhos.

“Eu já sabia que o diabo estava tentando levar a minha esposa, e eu não iria deixar ele vencer”, disse o Marido.Após varias tentativas, os médicos decidiram interromper os procedimentos e pediram para chamar o capelão para fazer os últimos ritos. Porém o marido não queria desistir de sua amada.

Então foi ai que me lembrei de que a minha mãe dizia quando eu era apenas uma criança “Quando você não souber mais o que fazer, chame Jesus”.

O marido então agarrou os pés da esposa e começou a chamar Jesus, implorando pela vida da sua esposa, repreendendo o Diabo, o local onde eles estavam parecia que ia desabar a cada “Jesus” que ele gritava. E do nada a enfermeira gritou “Temos um batimento”.

A equipe imediatamente voltou à sala onde a mulher estava poucos minutos depois a esposa já estava estável. Mas mesmo assim os médicos duvidaram de sua condição de sobrevivência devido o tempo sem batimentos cardíacos.

O médico amigo da família o Doutor James Bhaskar e também trabalha na emergência, descobriu que o real problema da Gina foi um bloqueio em uma das suas artérias, causando o ataque cardíaco, a mulher estava precisando de uma cirurgia, porém teria que esperar a melhora da paciente para que pudesse ser liberada para poder ser operada.Milagrosa recuperação

O marido Aron pediu para que a igreja e a família se unissem para orar por ela. Em 24 horas, a mulher começou a dar resposta aos comandos verbais e acabou sendo liberada para fazer a cirurgia. Porém a recuperação seria difícil e longa.

Os médicos vieram até mim e falaram: “Vamos ver se ela vai responder bem, ela pode tem a possibilidade de ter que aprender a falar de novo, e a aprender a andar novamente”.

A mulher acordou muito bem após a cirurgia muito bem e de forma milagrosa já falando.

Hoje Gina já está em casa e levando uma vida normal, como esposa e mãe nunca mais tiveram problemas cardíacos, aonde eles vão levam a palavra de Deus e compartilham o milagroso testemunho, visto por eles.

 

Escrito por Paulo Da Silva

Adoro escrever sobre curiosidades e notícias diversas. Curioso por natureza, amante de internet e tecnologia. Contato: [email protected]