Descubra 20 medicamentos que podem causar a perda de memória, e se atente aos sinais

Fique atento se você ingere algum desses medicamentos, pois você pode está se envenenado sem saber.

Uma grande parte das pessoas no mundo consomem medicamentos por conta própria ou até mesmo indicados por um profissional de saúde, mas nem imaginam os danos que eles podem causar a saúde.

Para que você tenha uma loção do que estamos falando, pelo menos a cada uma ano falecem mais de cem mil morte  ocorridas pelo uso de drogas ilícitas.

E se você pensa que esse problema para por ai, você está muito enganado, pois as vezes a situação não chega a dar óbito, mas pode trazer algumas complicação fatais.

Pois é, pelo menos a cada um milhão e meio de pessoas por ano, tendem a sofrer com essas sequelas que podem ser bem fatais para o corpo, e entre elas está a perda de memoria.

Então se você é acostumado a fazer o uso de medicamentos diariamente, fique atento a esse artigo, e certifique-se de que ele esteja ou não entre os mais causadores de problemas mentais.

Para darmos inicio a essa lista, entenda um pouco o que pode ocorrer para que os remédios possam ser prejudiciais a saúde:

Aqueles medicamentos “anti” alguma coisa

Nesse grupo, estão os anti-histamínicos, antidepressivos, antipsicóticos, antibióticos, antiespasmódicos e anti-hipertensivos, e eles tendem a influenciar os níveis de acetilcolina , que é um indispensável neurotransmissor incluído na aprendizagem e na memória.

Isso quer dizer que se o nível de “acetilcolina” diminuir, pode-se aparecer sintomas parecidos com demência, confusão mental, delírio, visão turva, perda de memória e até alucinações.

Pílulas para dormir

Elas são péssimas para a memoria e estão propícios a relatar um problema bem semelhante a “amnésia de drogas”. Algumas pessoas que fazem o uso da desta medicação, começam a ter alucinações e sonambulismo durante as noites.

Esse remédio tem o poder de fazer com que qualquer pessoa entre em estado de sonolência, situação bem semelhante com a situação dos bêbados ou dos pacientes que estão em coma, o que acontece é que o cérebro simplesmente fica dopado.

Estatinas

A verdade é que elas são ótimas para diminuir o colesterol, mas isso não justifica por serem as drogas mais imprudentes para o funcionamento do cérebro.

Isso ocorre por que 1/4 do nosso cérebro é constituído pelo colesterol, que o grande responsável pela memoria, aprendizagem e do raciocínio mais rápido.

Agora se atente a lista dos medicamentos que precisam ser evitados para consumo, principalmente se você deseja proteger a sua memória.

Remédios para mal de Parkinson: escopolamina, atropina e glicopirrolato

Remédios para epilepsia: Dilantin fenitoína

Analgésicos: heroína, morfina, codeína

Pílulas para dormir: Ambien, Lunesta, Sonata

Benzodiazepínicos Valium, Xanax, Ativan, Dalmane

Quinidina

Naproxeno

Esteroides

Antibióticos (quinolonas)

Anti-histamínicos

Interferon

Medicamentos de hipertensão

Insulina

Betabloqueadores (especificamente aqueles que são utilizados para o glaucoma)

Metildopa

Antipsicótico: Haldol, Mellaril

TCAs

Lítio

Barbitúricos: Amytal, Nembutal, Seconal, Fenobarbital

Medicamentos para o tratamento de quimioterapia

 

Se você avistou o nome de algum medicamento que você tem o costume de ingerir, certamente deve está preocupado em saber qual seria a solução para evitar o surgimento desses problemas.

O ideal é que você comece a analisar se o medicamento que você está ingerindo, possa está causando algum efeito inverso em seu cérebro.

Se por acaso você notar alguma diferença, é importante que você procure ajuda médica e relate a real situação, e se possível peça para que seu medico prescreva medicamentos mais leve, se for natural é melhor ainda.

 

 

 

 

 

 

 

 

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.