Estudos realizados afirmam que Pais que possuem filha menina, gastam 30% a mais de dinheiro do que se tivessem menino

As filhas meninas precisam de muito mais itens que acabam saindo mais caro do que coisas para os meninos, entenda;

Quem possui filhos sabe o quanto eles podem proporcionar gastos relevantes, mesmo sendo as coisinhas mais lindas e amadas do mundo, é impossível não gastar.

As vezes só uma passeada no shopping, ou até mesmo se você passou perto de uma loja e viu algo que você já imaginou o seu filho (a) usando.

Isso é normal de qualquer pai ou mãe, mas na maioria das vezes isso ocorre mais quando se tem filha menina, não estou dizendo que com os meninos não aconteça, pois também estão inclusos nessa lista de gastos.

Mas quando se trata das meninas, as coisas, como roupas e acessórios são muito mais fofinhos e delicadinhos, o que acaba roubando a atenção dos pais para comprar aquele produto.

Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Educadores Financeiros, a Abefin, foi constatado que as filhas meninas podem levar os pais a gastarem o equivalente a 30% do que os meninos.

E conforme apontado pela pesquisa, o grande causador dessa diferença de gastos, seria o que chamamos de “efeito Cinderela”, isso ocorre pois as meninas tendem a gastar mais nos cabelos, nas unhas, nas roupas e nos acessórios, sem contar também os itens e produtos de beleza.

Segundo declarações do presidente da Abefin, Reinaldo Domingos, uma pesquisa feita baseada nos últimos anos, onde participaram mais de 15 mil pais com filhos em idades entre 7 e 12 anos, pode se afirmar que no mercado é muito mais fácil encontrar produtos para o publico feminino.

Nessa lista podemos destacar varias coisas, que quando procuradas, podemos assegurar que as opções para meninas são de 10 vezes maior do que para os meninos.

Crianças com a idade de 9 a 12 anos, é o momento em que as meninas começam a querer se produzirem mais, e dessa forma acabam chegando aos produtos de beleza, e dai começa os gastos com maquiagens, cremes, perfumes e etc.

Os especialistas ainda ressaltam que alguns desses produtos, como roupas ou itens que são voltados para as princesas podem custar o dobro do valor do que os brinquedos de meninos, como super heróis.

O mais importante é orientar as crianças desde cedo, não importando se seja menino ou menina, de maneira que eles não avance sendo pessoas que consomem de maneira ilimitada, pois isso pode gerar sérios riscos e complicações na vida adulta.

 

 

 

 

 

Via: vix.com

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.