Ford fecha fabricas no Brasil: O que acontece com quem tem carro da Ford, quais carros vão sair de linha?

A empresa anunciou o fechamento de suas três fábricas no Brasil. Com a decisão, as instalações de Camaçari (BA) e Taubaté (SP) pararam de funcionar imediatamente, porém, manterão apenas a produção de peças por alguns meses para o estoque.

Após 100 anos a Ford anunciou na última segunda-feira o encerramento da produção de veículos no Brasil, segundo a empresa as fábricas de Camaçari na Bahia, Taubaté em São Paulo e Horizonte do Ceará serão fechadas, mas seguirão em operação de assistência e venda no país.

A montadora possui mais de 6 mil funcionários, a estimativa é que mais de cinco mil sejam demitidos, apesar de anunciar o fechamento da produção de carros ela continuará vendendo carros no país.

Os modelos serão importados da Argentina e do Uruguai e todos os clientes que possuem carros da Ford, seguirão com suas resistências e manutenção em dia, o centro de desenvolvimento de produtos serão mantidos e o campo de provas da Sede Administrativa que está na Bahia também será mantida.

A montadora garantiu que todas as pessoas que tem carros da Ford continuarão obtendo serviços e peças de reposição para todos os veículos, os clientes não precisam temer pelo fechamento da empresa.

Quem deu um sinal para comprar um Ford zero e desistiu da compra devido ao fechamento da empresa pode cancelar o negócio, a concessionária deve seguir alguns regulamentos do Código de Defesa do Consumidor.

Segundo a empresa o EcoSport, Ka, Troller T4 irão sair de linha assim que o estoque seja vendido, o fechamento das fábricas foi uma decisão após a pandemia na covid-19, a empresa vinha sofrendo com a queda nas vendas e as perdas eram significativas.

A partir da pandemia tomaram essa decisão para dar mais um passo do processo de reestruturação global, a Ford desde 2018 está em crise a primeira crise foi nos Estados Unidos onde eles desistiram de fabricar os Sedans.

No Brasil começaram fechando as fábricas e tirando alguns carros de linha, mais de 5.000 empregados serão afetados com o fechamento das fábricas, somente em Taubaté mais de 800 funcionários serão demitidos.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.