História comovente da menina de 5 anos que teve perna amputada no primeiro ano de vida supera deficiência e vive com calma e leveza

A família mora em Santos-SP. De acordo com a mãe, a doença de Maria Clara foi revelada durante o parto. A condição rara é caracterizada por uma deficiência da tíbia, um dos principais ossos da perna, e tem prevalência em 1 a cada 1 milhão de nascidos vivos.

Nineea Hernandez Santin de 27 anos é técnica enfermagem, ela contou que a filha de 5 anos tem encarado a deficiência com muita calma.

Maria Clara foi diagnosticado com uma doença rara Hemimelia Tibialpor e uma das pernas foi amputada quando estava com apenas um ano de vida, a família é de Santos São Paulo, a mãe disse que a doença que atingiu Maria Clara foi revelada logo após o parto.

Os médicos informaram que posteriormente teria que fazer uma cirurgia, era uma condição muito rara, mas todos da família sabiam que ficaria deficiente pois um dos principais ossos da perna tinha sido afetado.

Essa anomalia pode causar problemas no joelho ou ausência de dedos tanto das mãos como dos pés, segundo os médicos não havia nenhum tratamento capaz de reverter esse quadro para que pudesse voltar a andar, mas ela poderia usar uma prótese e viver normalmente.

Maria Clara se adaptou ao andador em seguida a prótese que foi colocada na perna, ela tem vivido com calma e feliz tem superado tudo isso, ela sempre pergunta o motivo de ter uma perna de ferro, mas certamente isso jamais irá impedir de conquistar os seus sonhos.

Quando qualquer outra criança fala sobre o assunto pergunta o porquê, ela diz que nasceu assim, foi Deus que quis ela assim traz conforto para o seu coração, a família disse que o equipamento custou muito caro, foi realizado em um hospital particular custou mais de r$ 20.000 e até o momento aguardam que o Ministério Público venha custear o aparelho.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.