Homens também sofrem de depressão pós-parto, segundo especialista

Pais enfrentam o preconceito e acabam não procurando ajuda

Pouco se sabe a respeito, mas os homens também podem sofrer de depressão pós-parto. Foram apresentadas pesquisas no Congresso da Associação Americana de Psicologia que mostraram que os sintomas podem atingir até 10% dos novos pais.

Segundo a psicóloga e psicanalista Cássia Rodrigues falou: “Há uma mudança muito grande na constituição da família e ela atinge a todos, inclusive os homens. Eles acabam sofrendo com a privação do sono e as dificuldades de entender o novo papel de pai”.

Devido uma grande mudança na rotina e na constituição da família, o nascimento de um bebê pode trazer muitas alterações tanto para o pai quanto para a mãe.

Mas muitas vezes as pessoas acabam não reparado que o pai também pode estar sendo tão afetado pelos problemas e a falta de costume com o bebê em casa, quanto a mãe.

Isso acaba mexendo muito com o emocional, e faz com que os homens acabem sofrendo de problemas como privação de sono e dificuldades para entender qual o seu papel nesta situação. Da mesma forma que pode ocorrer para as mulheres.
Um fato que faz com que a depressão pós-parto dos homens seja muito menos discutida do que a das mulheres é o fato de que os homens encaram isso com medo de serem julgados e passarem por preconceitos a respeito.

Muitos acabam não procurando nenhum tipo de ajuda profissional para tratar a respeito, como também foi informado por Cássia: “Por muito tempo achou-se que a depressão pós-parto fosse apenas hormonal. Até que as pesquisas começaram a detectá-la em casos de adoção”

A especialista informou que durante muito tempo as pessoas acreditam que poderia ser algo hormonal, e advindo somente da mãe. Mas com estudos e pesquisas desenvolvidas a respeito destes casos, foi comprovado que também pode ser encontrado em casos como de adoção.

O que acaba com a teoria de que é algo hormonal, e desta forma pode ser algo que os homens acabam enfrentando com o nascimento dos filhos tanto quanto as mães.

Qual sua opinião a respeito desse tema? Deixe registrado aqui o seu comentário. Ele é sempre de grandiosa importância para toda a nossa equipe e sempre auxilia no debate de temas com relevância para a nossa sociedade.

Escrito por Paulo Da Silva

Adoro escrever sobre curiosidades e notícias diversas. Curioso por natureza, amante de internet e tecnologia. Contato: [email protected]