Mãe entra na justiça para que sobrenome paterno seja retirado do filho, após pai ter matado a criança

Será necessário processo para mudança das leis vigente atualmente no local em que o crime aconteceu

Leo era uma criança de apenas dois anos quando seu pai resolveu tirar sua vida no fim de agosto, ocaso aconteceu em  Barcelona na Espanha e deixou todos perplexos quando o pai ligou para a mãe da criança contando que havia cometido o crime.

O fato ocorreu dia 24 de agosto em um hotel, Martin Ezequiel Alvarez Giaccio de 44 anos teria tirado a vida da criança e em seguida acabado com a sua própria vida logo após contar para a mãe do menino pelo telefone o que havia feito.

PUBLICIDADE

Essa semana após o enterro do menino a mãe procurou advogados já que as leis impediram que ela trocasse o nome da criança enterrada com o sobrenome paterno, os advogados ainda querem indenização para a mãe do menino.

A lei de registro civil local foi modificada recentemente e o nome pode ser alterado em caso de violação sexista, mas no caso de Leo a legislação não funcionou já que o menino faleceu antes do pedido de troca.

PUBLICIDADE

A advogada da família diz que muitos casos como esse acontece diariamente, devem ser considerados também já que são de grande relevância, a família ainda tenta a mudança de nome do menino e alterado em sua certidão e tumulo, para isso muito tempo será necessário e muito trâmite precisa acontecer, pois uma das leis precisaram ser alteradas para que tenha efeito nos próximos acontecimentos.

 

Via: revistacrescer.globo.com

PUBLICIDADE

Escrito por Julia Carolina

Gosto sempre de trazer novidades e curiosidades para manter o publico informado no dia dia, sigo a linha de noticias infantis e voltadas ao publico materno, alem de receitas e remédios caseiros.