Mulheres solteiras são mais felizes e vivem mais do que as casadas, afirma especialista

O estudo é baseado em uma comparação de felicidade entre as pessoas que são casadas, solteiras, divorciadas, viúvas e separadas de alguma forma, e assim chegando em uma conclusão.

Paul Dolan, é um professor de de comportamento no reino Unido, ele teria proposto um novo conceito de felicidade da mulher, criando o livro “Felizes para Sempre”.

no livro ele fala sobre um estudo que foi realizado nos estados Unidos, que ficou conhecido por denominado Pesquisa de Tempo de Uso Americano (ATUS)”.

O estudo é baseado em uma comparação de felicidade entre as pessoas que são casadas, solteiras, divorciadas, viúvas e separadas de alguma forma, e assim chegando em uma conclusão.

Além disso o estudo também pode mostrar a comparação entre os homens onde ocorre o oposto, afirmando que os casados possui a tendência de serem mais calmos, ganhar mais dinheiro e viver mais.

Quando solteiros eles tendem a ter mais gastos, se estressarem mais por estar em busca de uma parceira, alguém para ficar ao seu lado com essa dificuldade acabam morrendo mais cedo.

De acordo com o estudo, a preocupação dos homens após se casarem acaba recaindo para a sua parceira, que acaba mutuando uma grande responsabilidade que acaba interferindo em sua saúde mental e física.

Já as mulheres solteiras preferem não ter filhos e acabam sendo mais felizes, Paul Dolan faz alerta que o preconceito social pode fazer com que elas sintam o contrário.

Geralmente quando uma pessoa vê uma mulher de 40 que ainda não possui filhos, logo transmite a ela um sentimento de pena e se questiona “Talvez um dia você encontre a pessoa certa. ”Não, talvez ela encontre a pessoa errada e isso a mude.”

De acordo com Paul: “Talvez ela encontre alguém que a torne menos feliz e saudável, e morra cedo.”.

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.