“Nó na garganta”: conheça as principais causas e saiba como evitar

Essa sensação é algo comum, mas pode se tornar um sintoma grave

Você já experimentou a sensação de ter um “nó na garganta”? Ela é bastante frequente e várias pessoas já passaram por esse tipo de desconforto ao longo das suas vidas. Entretanto, em alguns casos, tal sensação pode gerar até mesmo dificuldades respiratórias, precisando de atenção.

Apesar dos fatos destacados anteriormente, em grande parte das ocasiões, o “nó na garganta” não significa muita coisa. De encontro a isso, é possível afirmar que ele normalmente está associado à presença do pigarro, mas também pode acontecer por motivos mais sérios.

Dessa maneira, quando o problema em questão for persistente e essa sensação começar a gerar incômodos, o ideal é procurar um médico para investigar a situação mais à fundo, certificando-se de que não existem problemas de saúde mais graves.

Abaixo você poderá conferir quatro causas bastante comuns da sensação de “nó na garganta”.

1.  Ansiedade e estresse

Essa reação emocional pode acabar gerando o “nó na garganta”. Entretanto, também pode provocar vômitos, enjoos e tensões musculares. Dessa forma, para tentar aliviar, use técnicas de relaxamento.

2.  Refluxo

O refluxo acontece quando o conteúdo do estômago volta em direção à boca, causando uma sensação de queimação e outros problemas, que dependem da acidez no estômago. Pra aliviar, existem remédios que inibem a produção de ácido.

3.  Tireoide

O. mal funcionamento dessa glândula pode gerar a sensação de “nó na garganta”. Nesse caso, é importante procurar um especialista para fazer um diagnóstico correto.

4.  Edema da glote

Esse tipo de “nó na garganta” é gerado por reações alérgicas, que provocam dificuldades respiratórias. Chame o serviço de urgência móvel em casos como esse.

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.