Pai do adolescente que matou a mãe e o irmão de 7 anos pede para que o filho não fique preso: ” Ele é um bom menino”

O policial reformado na última terça-feira (22) falou pela primeira vez depois da tragédia onde perdeu a esposa e o filho de 7 anos que morreram no ataque feito pelo próprio filho de 13 anos.

O policial reformado Benedito da Silva de 57 anos que foi baleado pelo próprio filho de 13 anos no último sábado (19) em Patos do Sertão da Paraíba ainda está internado na unidade de terapia intensiva do hospital de emergência e trauma.

O policial reformado na última terça-feira (22) falou pela primeira vez depois da tragédia onde perdeu a esposa e o filho de 7 anos que morreram no ataque feito pelo próprio filho de 13 anos.

No áudio gravado pelo policial ele não culpa o filho sobre o que aconteceu e disse que isso tudo é um ato vindo dos jogos virtuais, jogos que para ele não valorizam a família.

O pai também disse que viu algumas conversas do filho com seus colegas falando também em os pais e oprimir e os professores, isso tudo teria influenciado o garoto, mas o considerou um bom menino, um menino obediente e disse que não quer que ele fique preso e que ele precisa ficar em liberdade, que é uma boa criança e que irá cuidar dele com todo amor.

O policial reformado disse que a única coisa que gostaria de dizer naquele momento era que o Samuelzinho é uma criança boa.

O policial reformado na última terça-feira (22) falou pela primeira vez depois da tragédia onde perdeu a esposa e o filho de 7 anos que morreram no ataque feito pelo próprio filho de 13 anos.

O pai afirma que o menino foi criado com muito carinho e com muito amor e que o teria pedido para Deus, foi um pedido que ele fez a Deus por isso que o nome do menino é Samuel.

O incidente foi uma coisa muito dura para ele, mas isso não quer dizer que ele seja um menino mau.

Ouça o áudio:

;

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.