Pais seguem tradição desenterram a filha falecida e a vende como noiva por mais de 60 mil reais

Os pais de uma chinesa falecida há mais de 12 anos venderam o cadáver da filha para que ela se casasse com um homem também morto. Segundo o tabloide britânico Daily Mail, o incidente veio à tona durante reportagem do jornal estatal Orient Today sobre essa modalidade de matrimônio, conduzida por moradores do bairro de Huanghua, em Cangzhou.

Na China uma mulher que faleceu há mais de 12 anos teve o cadáver vendido pelos pais para que a filha morta se casasse com um homem também morto.

Segundo o tabloide britânico o acontecimento veio à tona após uma reportagem sobre modalidades de casamento, o corpo da jovem Kang Cuicui foi negociado pelo valor de mais de r$ 62.000.

A prática é conhecida na região e é uma tradição milenar na Ásia, os familiares que morreram solteiros recebem a companhia de uma outra pessoa quando morrem e o casamento é realizado.

Mas de acordo com a apuração a jovem não era solteira, o homem era solteiro mas ela cometeu suicídio em 2008 após uma discussão com o marido, na época o marido gastou mais de r$ 80.000 para realizar a cerimônia fúnebre.

Agora o viúvo teve uma grande surpresa quando for ao cemitério e percebeu que o corpo havia sido roubado, ele acionou a polícia e a partir das investigações descobriu que os pais venderam os restos mortais da sua esposa para uma outra família, para que fosse realizado um casamento com outro homem que morreu.

Após a realização do casamento os dois foram sepultados juntos, a mãe da noiva disse que não poderia deixar a filha solitária sozinha, por isso ela decidiu vender e mudar o túmulo para que ela tivesse uma companhia.

O viúvo entrou na justiça para que o corpo fosse devolvido para o lugar mas foi negado os motivos não foram revelados. Esse costume é preservado nas agências de matrimônio fúnebre, na China é possível encontrar diversas agências que realizam esse tipo de casamento pós-morte.

As agências revelam que muitas famílias quando perde um parente desejam realizar essa cerimônia eles o colocam em um caixão vermelho com uma flor vermelha, essa modalidade inclui também posição social e continuidade da tradição.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.