Segundo estudos uma das sequelas em pacientes infectados com a covid-19 é o envelhecimento do cérebro em até 10 anos

A Covid-19 está demonstrando impactar negativamente a capacidade cognitiva em um número significativo de pessoas que foram infectadas. Um novo estudo, do Imperial College London, sugere que alguns pacientes podem observar um declínio na cognição equivalente ao envelhecimento do cérebro em aproximadamente 10 anos.

Segundo alguns estudos as sequelas da covid-19 trazem impacto negativo na capacidade cognitiva de várias pessoas que estão infectadas, o estudo foi realizado pelo Imperial College London.

Os pacientes positivos para o covid-19 estiveram em estudos e análise, observou que o declínio cognitivo de alguns pacientes mostrou envelhecimento do cérebro em aproximadamente 10 anos.

Até o momento os estudos não sabem exemplificar as sequelas da doença, cada pessoa reage de uma maneira diferente, algumas pessoas possuem problemas neurológicos, outras no coração, problemas no cérebro, problemas na visão, não há como mapear essas sequelas.

A pesquisa foi feita com mais de 80 mil pacientes em Londres e revelou que essas infecções do novo coronavirus estão ligadas ao cognitivo substancial.

Por meses o estudo observou que algumas pessoas se recuperaram da doença continuaram apresentando problemas significativos no cérebro, a universidade observou que um terço dos pacientes que estiveram em UTI apresentaram lesão cerebral.

As deficiências incluíam problemas de atenção, função simples e lacunas da memória, os dados mostram que as pessoas que foram hospitalizadas com covid-19 e apresentaram os sintomas graves, mostravam impacto e declínio no cérebro, um envelhecimento de cerca de 10 anos.

Embora seja só um estudo, os dados devem ser considerados com cautela, os estudiosos dizem que muitas são as sequelas do novo coronavirus, embora um terço desses pacientes tenham mostrado problema cognitivo no cérebro, ainda não sabem se isso irá durar para vida toda, ou se perderam realmente uma estrutura no cérebro.

Mas outros cientistas acreditam que há outras funções e outros vírus que atingem o sistema nervoso e podem levar de maneira direta ou indireta a perda de atenção.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.