Sua humilde família não tinha como pagar seu tratamento contra o câncer e ele com 14 anos deitado no leito do hospital faz pulseiras para vender

Uma história de superação e esperança.

Kevin Arturo tem apenas 14 anos de idade ele é natural do México e foi diagnosticado com câncer logo depois que começou sintomas que eram dores nas costas. A princípio a família tinha ideia do que poderia ser, mas os exames médicos mostraram o diagnóstico: câncer na medula e os médicos informaram em logo o menino não conseguiria mais andar.

A família ficou devastada e a situação foi piorando ficando cada dia mais difícil e a maior dificuldade encontrada pela família era conseguir recursos financeiros para o tratar de Kevin.

Mas Kevin não desistiu, sua mãe que se chama Ana Isabel se deixou abater porque tinha uma família muito grande, os filhos são muitos e o dinheiro pouco, Ana Isabel sabia que doença do seu filho era complicada e não ia ficar nada barato.

Kevin teve uma piora muito grande em seu quadro que só aumentou as despesas pois teve que usar bolsa de colostomia e fraldas e eles tinham que pagar por isso e a dívida só ia aumentando.

Foi aí que o jovem Kevin dentro do hospital, ali mesmo deitado em seu leito sem poder se levantar teve uma ideia para ajudar nos custos do seu tratamento.

Kevin com a ajuda de sua mãe começou a fazer pulseiras artesanais, para que pudessem ser vendidas e o dinheiro fosse investido em seu tratamento.

Apesar das fortes dores, Kevin trabalha deitado fabricando lindas pulseiras para serem vendidas e ajudar sua família a pagar as dívidas com o hospital.

Esse menino de apenas 14 anos é um grande exemplo de força, determinação, coragem e fé, apesar de tudo que tem vivido ele não perdeu a força e tem enfrentado a doença de cabeça erguida, pronto para vencer os obstáculos que a vida colocou a sua frente com muita força de vontade.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.