Sucuri de 7 metros deixa fotógrafo surpreso ao posar para a câmera

A sucuri fotografada tinha aproximadamente 7 metros de comprimento.

Um fotógrafo que tirava fotos aquáticas teve uma surpresa incomum ao registrar um feito no rio Formoso, em Bonito no Mato Grosso do Sul. A foto foi registrada pelo cinegrafista, fotógrafo e também empresário Juca Igarapé que tirava fotos a cerca de 4 metros de profundidade, quando foi surpreendido por uma sucuri de quase 7 m de comprimento que além de posar para câmera lambeu a lente do objeto.

O fotógrafo estava em companhia de um amigo também fotógrafo chamado Cristian Dimitrius registrando imagens para um documentário sobre a vida selvagem na região quando se depararam com a Sucuri.

O fotógrafo disse que a Sucuri é um animal muito dócil e tranquilo e também carinhoso, ele afirmou que a câmera não se aproximou do animal, foi ela que chegou mais perto e lambeu a lente da câmera e o fotógrafo a caracterizou como muito mansa.

O fotógrafo que também é empresário do ramo do turismo disse que esta é a melhor época do ano para acompanhar as sucuris, pois é o momento em que elas acordam da hibernação e se alimentam depois voltando a hibernar por muitos meses.

O fotógrafo afirmou que é muito comum encontrar as sucuris nadando nos rios ou saindo à beira da água para tomar um sol nesta época do ano.

O fotógrafo também disse que o comportamento da sucuri joga por terra o mito de que se trata de um animal perigoso e violento. Ele ainda ressaltou que na região onde mora um rapaz foi mordido por uma sucuri, mas ele mexeu com a cobra que só ataca para se defender.

O tenente-coronel da polícia militar ambiental afirmou que o comportamento dos fotógrafos foi o correto quando se depararam com a Sucuri, isso porque qualquer animal da fauna apenas ataca quando se sente acuado ou em situação de fome.

Ele ainda ressaltou que não existe nenhum tipo de animal que encara o ser humano como presa, e as sucuris só vão pegar algo que consigam em engolir. Os fotógrafos evitaram se aproximar da cobra e deixaram que ela mesma seguisse o seu curso, por isso ela se aproximou porque viu que não havia risco algum.

 

Via: pleno.news

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.