“Um ano de churrasco de graça para quem matar João Doria”: Essa oferta estava na placa de uma churrascaria, comerciante foi detido e irá responder por incitação ao crime

Um comerciante foi detido nesta quinta-feira (4) em São Paulo por anunciar em seu restaurante “um ano de churrasco grátis pra quem matar o João Doria Jr”.

Em frente à Churrascaria Casa de Parrilla na Vila Mariana no sul de São Paulo, foi colocado pelo proprietário do estabelecimento, anunciando um churrasco de graça para quem matasse João Dória.

O caso aconteceu na última quinta-feira (4), Paulo o dono do estabelecimento é um homem de 40 anos, foi levado para o 96º DP, prestou depoimento, assinou um termo circunstanciado sobre incitação ao crime e foi liberado em seguida.

O comerciante irá responder em liberdade, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública o empresário prestou depoimento e irá comparecer em juízo.

Uma perícia foi realizada na lousa, o caso foi encaminhada ao Juizado Especial Criminal, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública esse é um crime previsto no código penal, pode pegar pena de detenção de três a seis anos ou multa.

O crime é considerado leve, o juiz pode decidir por penas alternativas como prestação de serviço à comunidade ou multa.

Nos últimos meses o governador João Dória é alvo de várias críticas no Estado de São Paulo, logo após as medidas restritivas em implantadas devido a quarentena da covid-19.

O fechamento do Comércio teve início no dia 22 de janeiro, devido aos números elevados de casos confirmados e mortes por coronavírus na capital.

De acordo com o governo essa regra duraria até o dia 7 de fevereiro, mas foi suspensa no dia 3, o funcionamento voltou a ser permitido no sábados e nos domingos, um protesto foi realizado na última terça-feira (2) na Avenida Paulista contra as medidas do governo de São Paulo.

 

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.